Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 28 de abril de 2013

ARGYNNIS PAPHIA - (Linnaeus,1758)

 
. Características: Pertence ao grande grupo das borboletas malhadas ou nacaradas e ao da família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). De tom laranja-acastanhado luminoso, na face superior das asas apresenta numerosas pintas e traços negros. Os machos apresentam três a quatro traços de cor negra nas nervuras das asas anteriores, enquanto que nas fêmeas estes traços não existem, sendo as pintas de maior tamanho. A face inferior é de cor verde-oliva, com duas faixas irregulares de cor branca nas asas posteriores. A sua envergadura varia entre os 6 cm a 7 cm, sendo as fêmeas ligeiramente maiores que os machos.
A fêmea possui duas formas: uma é semelhante á cor dos machos, enquanto a outra é mais escura e de cor esverdeada, aparecendo em zonas montanhosas e húmidas.



. Habitat: Distribui-se por quase toda a Europa, excepto no Sul de Espanha. Também na Ásia.
Habita nas orlas dos bosques, margens de rios, prados soalheiros, e outros lugares onde cresçam violetas, amoreiras e framboesas, até aos 1200 metros de altitude.

. Período de voo: As borboletas voam desde o fim de Junho até meados de Setembro, numa geração.





. Nestas duas imagens é possível observar a variação de cor entre estas duas fêmeas da mesma espécie. A de cima apresenta o colorido comum, enquanto a debaixo apresenta um colorido mais escuro de tons verde-acinzentado, geralmente encontrado em indivíduos que habitam em zonas montanhosas e húmidas.



. Alimentação: As lagartas alimentam-se de violetas (Viola silvestris e Viola palustris) e de framboesas (rubus idaeus). As lagartas quando jovens recolhem-se logo em Setembro para hibernarem. Quando atingem a maturidade são de cor castanho-escuro ou negras, com duas linhas amarelas longitudinais no dorso, que se subdividem em numerosas riscas negras. Possui espinhos compridos, vistosos, ao longo do corpo, sendo os dois primeiros juntos á cabeça mais compridos e de cor preta, enquanto o resto são de cor mais clara.
A crisálida fica suspensa de cabeça para baixo entre a vegetação do solo até eclodir.





  




.Observação importante: Sendo grandes voadoras, esta espécie pode ser facilmente confundida com a Pandoriana pandora, pois são muito semelhantes. Diferencia-se desta, por ter a face inferior das asas anteriores cor de laranja, enquanto que na Pandoriana pandora são rosa-avermelhadas.


video




 

Sem comentários:

Enviar um comentário