Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 8 de janeiro de 2017

PARTHENOS SYLVIA - (Cramer, 1776)


. Características: Estas borboletas de aspecto tigrino pertencem á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). Este género de borboletas são iguais no padrão mas variam um pouco na cor mediante as regiões onde habitam, podendo ser castanho-amareladas, castanho-esverdeadas, ou azuis-acinzentadas com reflexos arroxeados, atravessadas por barras de cor negra que cobrem o tórax e abdómen, estendendo-se até á zona central das asas. Possuem ainda uma larga faixa de manchas brancas que vão do centro das asas anteriores até ao ápice. As extremidades das asas são castanho-negro, delineadas por linhas e manchas onduladas de cor clara. A face inferior é de cor mais pálida opaca e sem as faixas transversais negras. As fêmeas são ligeiramente maiores que os machos, e a sua envergadura varia entre os 8 e os 10 cm de comprimento.


. Habitat: Habita as florestas tropicais da Índia e do sudeste Asiático, ao longo de margens de rios e elevações até aos 300 metros. Os machos por vezes reúnem-se em pequenos grupos no chão húmido da floresta e na margem dos rios para absorverem os sais minerais.

. Período de voo: Voa ao longo de todo o ano em várias gerações. É uma borboleta robusta e rápida. O seu voo consiste em curtos períodos de deslizamento com batimentos de asas de poucos segundos mas rápidos.















. Alimentação: As lagartas deste género são normalmente de cor castanho-claro com uma linha longitudinal escura sobre o dorso e outra na zona lateral. Possui longos espinhos ramificados de cor negra e de pontas brancas sobre o dorso, e pequenos espinhos esbranquiçados na zona lateral. Ou ainda podem ser de cor acastanhada com uma faixa longitudinal verde sobre o dorso e outra na lateral do corpo. Possuindo espinhos ramificados castanhos de pontas pretas. Alimenta-se de plantas do género Adenia hondala da família Passaifloraceae e Tinospora cordifólia da família Menispermaceae. Na fase da metamorfose a lagarta tece um ponto de seda num ramo ou folha da planta hospedeira, onde se prende de cabeça para baixo para se transformar em crisálida.
















. Observação importante. O género Parthenos é composto por três espécies; Sylvia, Tigrina e Aspila, e cerca de 32 subespécies.

video





Sem comentários:

Enviar um comentário