Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 17 de abril de 2016

PAPILIO (PTEROURUS) HOMERUS - (Fabricius, 1793)



. Características: Considerada uma das maiores borboletas da sua família, esta pertence á família dos Papilionídeos (Papilionidae). As suas asas são negras, atravessadas por uma larga faixa amarela na zona discal das asas anteriores e posteriores. Apresenta também três pequenas manchas amarelas nas pontas das asas anteriores, e várias lúnulas azuis marginadas de vermelho-escuro, junto ás margens externas das asas posteriores, onde terminam em duas pequenas caudas. A face inferior é acastanhada, possuindo na mesma a faixa amarela nas asas anteriores, na qual, nas asas posteriores é quase ausente, e as manchas lunulares são negras marginadas de azul e vermelho-escuro. Ambos os sexos são idênticos, sendo a fêmea ligeiramente maior que o macho. A sua envergadura varia entre os 15 e os 17 cm de comprimento.




. Habitat: É uma espécie endémica da Jamaica. Habita as florestas tropicais das zonas montanhosas da ilha, onde é vista a esvoaçar na copa das árvores, ou pousada entre a folhagem das árvores e arbustos.


. Período de voo: Pode ser observada em maior número entre os meses de Junho e Agosto, produzindo duas gerações no ano.









. Alimentação: A lagarta nos primeiros instares do seu crescimento, assemelha-se ao excremento de uma ave. Sendo manchada de castanho, negro e branco, e possui pequenos tubérculos espinhosos sobre o dorso. Mais tarde e nos últimos instares, torna-se castanha manchada de verde, exibindo duas manchas unidas em forma de olhos no segundo segmento a seguir á cabeça, adotando assim um aspeto intimidador e semelhante ao de uma pequena serpente. Alimenta-se exclusivamente das plantas Hernandia Jamaicensis e Hernandia catalpifolia, ambas endémicas da Jamaica. Na fase da metamorfose, tece uma cinta de seda onde se fixa de cabeça para cima, num ramo ou folha da planta hospedeira.












. Observação importante: É uma espécie ameaçada de extinção. As populações desta espécie tem vindo a diminuir ao longo dos últimos 30 anos, e só foram encontradas em dois locais da Jamaica. As suas principais ameaças são a destruição do seu habitat, a coleta e venda comercial, a mortalidade por vespas parasitas do género Chrysonotomyia, e infeção bacteriana das lagartas e pupas. Está listada na Convenção para o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES) Apêndice I, o que significa que não pode ser legalmente vendida fora da Jamaica.
(O governo e organizações de conservação da natureza, tem vindo a elaborar projetos para salvar a espécie, como por exemplo , a criação em cativeiro).

. Curiosidades: Selos representando a espécie endémica da Jamaica.







. Moeda cunhada com a borboleta Papilio Homerus.


video






2 comentários:

  1. É verdade amigo João! Temos que preservar estes seres delicados e únicos. Abraço!

    ResponderEliminar