Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 8 de novembro de 2015

ARGEMA MITTREI - (Guérin-Méneville, 1847)




. Características: Vulgarmente conhecida por "borboleta-cometa" ou "traça-cometa", esta bonita e exótica borboleta pertence á família dos Saturnídeos (Saturniidae). As suas asas são amarelas, ostentando grandes ocelos em forma de olhos no centro das quatro asas. Apresenta ainda duas linhas tracejadas onduladas, que atravessam as asas transversalmente, e uma mancha acinzentada sombreada no ápice das asas anteriores. As suas asas também são contornadas por uma uma linha de cor negra ou castanho-escura, onde termina em duas longas caudas nas asas posteriores. Os machos diferenciam-se das fêmeas por possuírem antenas mais largas, plumosas e pectinadas, e caudas mais longas. Enquanto as fêmeas são ligeiramente maiores que os machos, com o corpo robusto e arredondado, e caudas mais curtas. A sua envergadura chega aos 20 cm de comprimento, possuindo os machos caudas que podem atingir os 15 a 20 cm de comprimento. 



. Habitat: Existem 12 espécies do género Argema, mas a espécie Argema mittrei, existe apenas nas florestas tropicais da Ilha de Madagáscar.


. Período de voo: Voa durante todo o ano, em várias gerações.

























. Alimentação: As lagartas nos primeiros instares de vida são amarelas, com uma faixa de segmentos de cor castanho-avermelhada a meio do corpo, que é revestido de pelos pretos. Á medida que vão crescendo, estas tornam-se totalmente verdes e vão perdendo os pelos. Alimentam-se de Eugenia emirnensis, Malosma laurina, Mimosa, Rhus copallinum, Rhus typhina, Schinus molle, Schinus terebinthifolius, Toxicodendron pubescens, Uapaca, Weinmannia eriocampa. Na fase da metamorfose, estas constroem um casulo de seda de cor branco, que fica suspenso, preso a um ramo. É também de salientar um facto curioso, o casulo possui vários orifícios para que possa ser arejado, devido ás frequentes chuvas que caem nestas florestas. Assim a crisálida não corre o risco de morrer devido a fungos provocados pela humidade.














. Observação importante: O género Argema, são das borboletas que têm as caudas mais longas de todas as famílias da Lepidóptera. O tempo de vida dos adultos é relativamente curto, em média uma semana. Como não têm aparelho bucal ou espioritrompa, estas não se podem alimentar, por isso vão gastando as energias acumuladas enquanto eram lagartas. A sua única função durante este curto tempo, é a sua reprodução para a continuação da espécie.

Embora estando ameaçada no estado selvagem devido á perda de habitat e á desflorestação, esta espécie está a ser criada em cativeiro com sucesso para evitar a sua extinção.



video




2 comentários:

  1. Lindíssima esta borboleta, imagens e artigo excelente!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pelo comentário! Realmente é uma espécie muito bonita, uma das minhas favoritas!

    ResponderEliminar