Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

sábado, 23 de agosto de 2014

BORBOLETÁRIO DA QUINTA DE RANA, CASCAIS



. Situado no interior do Parque Urbano da Quinta de Rana, Cascais (Portugal), este espaço foi inaugurado em Setembro de 2013, pelo Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras.
A estrutura do Borboletário é única pois a sua imagem estética faz lembrar um casulo em fase de metamorfose. No seu interior encontra-se um jardim com espécies da flora local, onde é possível observar borboletas a voar livremente. O espaço integra ainda um laboratório acessível ao público, cuja função é a criação de ovos, lagartas e das crisálidas.
No Borboletário os visitantes podem conhecer as espécies de borboletas que existem na região de Cascais. É também um espaço onde se ensina a biologia deste grupo de insectos e a sua ligação com as plantas, proporcionando aos visitantes uma experiência de observação e aprendizagem que contribui para o despertar e interesse da Conservação da Natureza e Biodiversidade.











. A importância das borboletas:


. As borboletas são indicadoras da qualidade ambiental. Quando observadas em grande quantidade e variedade, significa que estamos perante uma área de grande riqueza biológica, encontrando-se pouco ou nada poluída. Sem elas, muitas plantas correriam o risco de desaparecer, e consequentemente trariam graves perdas para a fauna, onde muitas espécies alimentam-se de plantas polinizadas pelas borboletas. A sua função polinizadora é de elevada importância, existindo algumas espécies de flores polinizadas exclusivamente por determinadas espécies de borboletas, como as da família Sphingidae. Estas são robustas e têm um bater de asas muito rápido. No entanto, o que realmente as diferencia de todas as outras é o facto de serem dotadas de uma longa espiritromba (aparelho bucal), característica fundamental para o seu excelente papel de polinizadoras.

As borboletas constituem ainda, uma importante fonte de alimento para muitos animais, desde aves, répteis, anfíbios, pequenos mamíferos, aranhas e até mesmo outros insectos.







. Actividades do Borboletário:


. A visita a este espaço é uma excelente oportunidade para conhecer a diversidade e riqueza de borboletas que existem na região e para tomar consciência da necessidade de preservarmos os seus habitats:


. Visitas livres: As visitas sem acompanhamento de monitor não necessitam de marcação prévia. O visitante poderá explorar os recantos do jardim descobrindo o misterioso mundo das borboletas.


. Visitas guiadas: As visitas com acompanhamento de monitor têm a duração aproximada de 50 minutos. Inclui a visita ao jardim e interior do laboratório. Têm como objectivo ensinar a biologia das borboletas e a sua ligação com as plantas, e compreender a importância das borboletas no equilíbrio dos ecossistemas.






. Ateliês pedagógicos: 


Dão oportunidade aos alunos de entrarem em contacto com a Natureza, de compreenderem  a importância das borboletas no equilíbrio dos ecossistemas e conhecerem a biologia das borboletas e a sua ligação com as plantas. Decorrem ao longo do ano letivo, estando indicados para alunos do ensino básico do 1º e 2º ciclo e jardins-de-infância. As actividades incluem a visita ao interior do laboratório e têm a duração aproximadamente de 50 minutos.









video

. Horário:

. 3ª feira a domingo: das 10:00h ás 16: 00h / Horário de almoço: das 13:00h ás 14:00h.

(As visitas guiadas são pagas)

. Localização: 


. Morada: Rua Feliciano Moreira, Quinta de Rana, Cascais, Lisboa (Portugal)

Coordenadas GPS: 38º41`46.74``N-9º20`39.71``W

. Equipamentos:


. Cafetaria

. Parque infantil
. Borboletário
. Elementos de interesse histórico-cultural
. W.C
. Parque de Estacionamento





3 comentários:

  1. Olá! Não sei se ainda vai a tempo mas a sua próxima publicação podia ser da Hippotion Celerio?

    ResponderEliminar
  2. Ora viva! Tenho pena, mas creio que já não dará tempo para fazer a publicação que me pede. Mas fica a sugestão, e prometo que brevemente irei publicar esta e outras espécies de Esfingídeos. Abraço!

    ResponderEliminar