Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

sábado, 27 de julho de 2013

ARASHNIA LEVANA - (Linnaeus, 1758)


. Características: Vulgarmente conhecida por "borboleta-mapa", esta borboleta pertence á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae), e tem uma envergadura que varia entre os 3,8 cm-4 cm nos machos e os 4 cm-5cm nas fêmeas.
Esta espécie apresenta um dimorfismo sazonal, apresentando-se assim sob duas formas: a da Primavera e a de Verão. A da 1ª geração tem a face superior das asas de cor alaranjada, com manchas pretas, e no rebordo das asas posteriores apresenta pequenas lúnulas de cor azul.
A da 2ª geração tem um fundo preto, com uma faixa branca central e duas faixas mais finas de cor laranja nas asas posteriores. O rebordo das asas é de cor branca. A face inferior das asas é idêntica em ambos os sexos, sendo estas de cor castanha com várias marcas e linhas de cor clara que fazem lembrar um mapa, daí o seu nome vulgar.


. Habitat: Em toda a Europa Central, até ao Japão. Isoladamente distribuída, prefere bosques húmidos e mistos. Gosta de terrenos acidentados, com zonas sombrias ou de luminosidade média, até aos 1000 metros de altitude.

. Período de voo: Voa de Maio a Agosto, em duas gerações.









. Alimentação: As lagartas são pretas e acastanhadas, com numerosos espinhos ramificados. Vivem de forma de forma gregária sobre urtigas das quais se alimentam.
A crisálida fica suspensa de cabeça para baixo presa á planta hospedeira ou em galhos secos de matagais, em que hibernará até á altura de imergir o insecto adulto.





. Observação importante: Apresenta dimorfismo sazonal, tendo assim dois padrões de cor diferentes entre as duas gerações.



video





domingo, 7 de julho de 2013

LYSANDRA BELLARGUS - (Rottemburg, 1775)


. Características: Este lepidóptero da família dos Licenídeos (Lycaenidae) é uma espécie difícil de identificar, pois existem muitas outras espécies de licenídeos muito semelhantes.
Apresenta também um dimorfismo sexual muito acentuado. O macho apresenta um colorido azul luminoso na face superior das asas, com uma fina linha de cor negra a delimitar as margens das asas que são brancas. A fêmea pelo contrário, é de cor castanha e ocasionalmente com reflexos azuis no centro das asas, apresentando também pequenas lúnulas alaranjadas nas margens das asas anteriores e posteriores. Na face inferior a coloração é idêntica em ambos os sexos, sendo castanho-acinzentada, com pintas negras rodeadas de branco e outras marcas de cor laranja. A sua envergadura varia entre os 2,8 cm e 3,4 cm.


. Habitat: Encontra-se em toda a Europa Central e Meridional. Em encostas ricas em solo calcário, rochoso e com pouca vegetação, até aos 2000 metros de altitude.

. Período de voo: De Maio a Setembro, em duas gerações.






. Alimentação: As lagartas são de cor verde com duas linhas tracejadas de cor amarela ao longo do dorso e na parte lateral do corpo. Têm uma forma peculiar pois o formato do seu corpo é achatado.
Alimentam-se de leguminosas, como Hippocrepis. As lagartas hibernam e a pupação é feita no solo onde a crisálida fica escondida por entre a vegetação.




. Observação importante: Outrora frequente, começa a escassear nos dias de hoje devido á destruição do seu habitat.



video