Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 10 de janeiro de 2016

MARPESIA PETREUS - (Cramer, 1776)


. Características: É uma borboleta neotropical da família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). Difere das outras espécies do seu género por apresentar asas mais estreitas, de coloração castanho-alaranjado vivo, com três listras negras paralelas que se prolongam até ás asas posteriores, onde terminam em longas e finas caudas negras. A face inferior tem o aspecto típico de folha seca com reflexos violáceos. Ambos os sexos são idênticos. A sua envergadura varia entre os 7 e os 8,5 cm de comprimento.



. Habitat: Habita as florestas tropicais e subtropicais, bem como áreas de vegetação menos densa como margens de rios, trilhos florestais, parques e jardins urbanos, em altitudes que podem chegar aos 1500 metros. Desde o Sul dos Estados Unidos, até á América Central e do Sul.

. Período de voo: Pode ser vista durante quase todo o ano em climas tropicais. No entanto, em climas mais temperados como nos E.U.A, é mais comum vê-la nos meses de Maio a Julho.










. Alimentação: As lagartas nos primeiros instares de vida são de cor acastanhada brilhante. Depois, á medida que vão crescendo vão desenvolvendo dois longos e finos filamentos de cor negra em forma de antenas sobre a cabeça, e mais quatro em forma de espinhos pontiagudos sobre o dorso. A sua coloração final passa depois para o laranja, com manchas negras e brancas em formato triangular sobre o dorso. Alimenta-se de Ficus carica, Ficus pumila, e Ficus citrifolia. Na fase da metamorfose prende-se á planta hospedeira de cabeça para baixo, fixando-se a uma espécie de "gancho" de seda que tece.


















. Observação importante: Tem por hábito juntar-se em pequenos grupos junto ás margens dos rios ou bancos de areia, para absorver a humidade mineralizada aí existente. Existem cerca de 17 subespécies pertencentes ao género Marpesia.









3 comentários: