Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 21 de setembro de 2014

ATROPOS ACHERONTIA - (Linnaeus, 1758)



. Características: Conhecida vulgarmente por «Borboleta-Caveira» este lepidóptero pertence á família dos Esfingídeos (Sphingidae), e é uma das maiores e mais pesadas borboletas que se conhece. O seu corpo chega a pesar cerca de 9 a 10 gramas.
As asas anteriores são pardacentas, castanho-escuras acinzentadas. As posteriores são amarelas com faixas negro-azuladas, de igual modo como o seu gordo abdómen que mais parece uma abelha gigante. Na zona do tórax possui um desenho idêntico ao de uma caveira, daí o seu nome vulgar. O seu voo é rápido e deslizante. As fêmeas são maiores que os machos, podendo alcançar uma envergadura de 12 cm de comprimento.



. Habitat: É uma espécie que gosta de calor, preferindo os vales baixos. Aparece também em locais soalheiros de regiões montanhosas de média altitude, até aos 1800 metros. É uma espécie migratória e é originária de África. Realiza migrações periódicas até ao norte da Pérsia, Continente Europeu, Ilhas da Madeira, Açores e Canárias. É uma borboleta difícil de encontrar, pois a sua maior actividade é de madrugada até ao crepúsculo.

. Período de voo: Voa de Maio a Setembro em duas gerações.














. Alimentação: As lagartas são inicialmente verdes, depois amarelas com riscas transversais azuis. Por vezes também podem ser castanhas-acinzentadas, manchadas de branco na zona dorsal perto da cabeça, mas sem as riscas transversais. Alimentam-se de folhas de batateira (Solanum tuberosum), Solanum jacquini, Solanum jasminoides, Solanum macrocarpon, Brugmansia suaveolens, Tabebuia pallida, Clerodendrum ugandense, Mormordica charantia, Vitex, Jasminum pubigerum, Spathodea, Duranta erecta, Lantana camara, Lycium barbum e Atropa belladonna.

A lagarta faz a pupação no solo, onde escava um buraco vários centímetros abaixo da superfície, para aí se transformar em crisálida. Por vezes na colheita das batatas, é comum observar as grandes crisálidas de cor castanho-avermelhado, que aparecem á superfície juntamente com as batatas.





. Observação importante: Quando se sente ameaçada ou perturbada,tem a capacidade de emitir um som estridente muito peculiar. Ao contrário da maioria das outras borboletas que sugam o néctar das flores, esta borboleta é também gulosa por mel. Está bem adaptada para invadir as colmeias de abelhas e sugar o mel directamente do favo através da sua forte espiritrompa. Para isso, e para não ser atacada por elas, utiliza o seu som estridente que por algum tempo consegue tranquilizar as abelhas. Mas logo cai ao tentar defender-se quando estas descobrem a sua presença, ficando agarrada ao mel e acabando por morrer.





video





2 comentários: