Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 17 de setembro de 2017

METHONA CONFUSA - (Butler, 1873)


. Características: Vulgarmente conhecida por "Asa-de-vidro gigante" esta borboleta pertence á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). É uma espécie caracterizada por possuir asas transparentes com as margens negras e faixas transversais igualmente pretas no centro das asas. O seu corpo, tórax e abdómen são pretos com pintas brancas, e a ponta das suas antenas são amarelas. A sua envergadura varia entre os 8 e os 9 cm de comprimento. Ambos os sexos são idênticos.


. Habitat: Habita as florestas tropicais húmidas da América do Sul. Podendo ser encontrada em clareiras e orlas de florestas, bem como margens de rios, onde pode ser avistada individualmente ou em pequenos grupos de dois ou três indivíduos, até aos 700 metros de altitude.

. Período de voo: Pode ser vista ao longo do ano em várias gerações.








. Alimentação: As lagartas são negras com vários segmentos anelares de cor amarela. Alimentam-se de plantas da família Solanaceae. Na fase da metamorfose a lagarta tece um ponto de seda numa folha ou ramo da planta hospedeira onde se fixa de cabeça para baixo para se transformar em crisálida.







. Observação importante: Existem 7 espécies do género Methona, todas elas muito semelhantes entre si, o que torna difícil a sua identificação á primeira vista.






domingo, 10 de setembro de 2017

BORBOLETÁRIO TROPICAL DE CONSTÂNCIA



. Situado no Parque Ambiental de Santa Margarida (PASM), no concelho de Constância (Portugal), o Borboletário abriu ao público no dia 5 de Junho de 2013. É o mais recente espaço do Parque Ambiental onde se pretende dar a conhecer e valorizar o grupo dos Lepidópteros (borboletas). O borboletário é um espaço vivo onde são simuladas as condições de um clima tropical húmido, ocupado por vegetação exuberante e borboletas tropicais. Trata-se de um espaço de aprendizagem e educação ambiental que pretende contribuir para o conhecimento da biologia e ecologia destes insectos, servindo assim como modelo para compreender a importância da conservação da diversidade de seres vivos (biodiversidade).


CONDIÇÕES DO BORBOLETÁRIO

. Dentro do borboletário são simuladas condições de clima tropical húmido. Este tipo de clima caracteriza-se por uma baixa variação da temperatura ao longo do ano, entre os 22º e 28º graus, e por uma percentagem de humidade alta, normalmente não inferior a 70%. Nestas condições não há grandes diferenças climáticas entre cada mês e não há estações do ano com diferenças bem marcadas. Contrariamente, no clima mediterrânico, característico de grande parte do território continental português, as variações anuais de temperatura, precipitação e humidade são elevadas e é possível identificar quatro estações do ano distintas. As características climáticas influenciam directamente o ciclo de vida das borboletas, em clima tropical o ciclo de vida é contínuo, mas em clima mediterrânico é interrompido, havendo necessidade de as espécies hibernarem durante o período em que as condições ambientais são desfavoráveis (principalmente durante os meses mais frios).






Cientistas, alunos e professores das escolas, famílias com ou sem crianças, turistas, todos têm no Borboletário um universo especial, verdadeiramente exótico, onde podem observar diversas espécies de borboletas, incluindo algumas de dimensões consideráveis, todas de uma beleza indizível. Entrar no Borboletário é ter a sensação que, de repente, fomos tele-transportados para os trópicos e ficamos diante de um mundo de maravilhas....












ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS DIDÁTICOS

Com um espaço lúdico-pedagógico com cerca de 6 hectares, dispõe de equipamentos didáticos e espaços, nas áreas das ciências naturais e ambiente, idealizados para a realização de actividades de interpretação ambiental, nomeadamente: borboletário tropical, cilindros geológicos, viveiro de plantas, caixas de erosão, compostagem, estação meteorológica, torre de observação, sobreiral, geofiltro, torre eólica, poço picota, roda hidráulica, colector solar, lago e jardim de plantas aromáticas e medicinais. Dispõe de uma Ecoteca que integra o espaço Internet, centro de documentação, laboratório, auditório, loja e posto de leitura da biblioteca municipal Alexandre O`Neill.








HORÁRIO

De Abril a Setembro: entradas no seguinte horário:

10h00 / 11h00 / 12h00 / 14h00 / 15h00 / 16h00 / 17h00

Encerra ás Segundas-feiras.

O visitante é acompanhado por um monitor e cada visita terá uma duração de 45 minutos, sendo composta por dois momentos: uma pequena introdução e depois o contacto directo com o ambiente onde estão as borboletas.
O tempo de espera para entrar dependerá do número de pessoas que se encontrem em espera.

De Outubro a Março:

10h00 / 16h30

Encerra ás segundas-feiras e dias 1 de Janeiro, 24, 25 e 31 de Dezembro.


PREÇÁRIO

Dos 3 aos 5 anos..........1,50 euros

Dos 6 aos 11 anos..........2,00 euros

Dos 12 aos 65 anos..........2,50 euros

Mais de 65 anos..........1,50 euros

Os grupos escolares e outros grupos de visitantes ao borboletário compostos por 12 ou mais pessoas, beneficiam de um desconto de 20% desde que a marcação seja feita antecipadamente (como mínimo de 48 horas).


CONTACTOS

Parque Ambiental de Santa Margarida

Estrada Municipal 592

Vale de Mestre

2250 - 282 Santa Margarida da Coutada

Telefone: 249 736 929

E-mail: parqueambiental@cm-constancia.pt





domingo, 3 de setembro de 2017

TITHOREA HARMONIA - (Cramer, 1777)


. Características: Também conhecida vulgarmente po "Tiger-Wing" (Asa-de Tigre), esta borboleta pertence á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). Esta espécie caracteriza-se por possuir asas negras com faixas transversais centrais e manchas de cor laranja-amareladas vivas nas extremidades das asas, que podem variar em certos indivíduos, quer na quantidade, forma ou cor. A face inferior é idêntica á superior, sendo a fêmea também idêntica ao macho. A sua envergadura varia entre os 7 e os 7,5 cm de comprimento.


. Habitat: Habita as clareiras e orlas de florestas tropicais e subtropicais, bem como margens de pequenos rios e riachos, onde costuma pousar para absorver os sais minerais no solo húmido. Também é atraída pelos excrementos de aves e pelo néctar de certas flores. Distribui-se desde o México á América do Sul, até aos 1300 metros de altitude.

. Período de voo: Ao longo de todo o ano em  várias gerações.








. Alimentação: A lagarta é branca-acinzentada com manchas ovais contornadas a preto. Possui ainda dois apêndices longos, finos e pretos nos primeiros segmentos a seguir á cabeça. Alimenta-se de plantas da família Apocynaceae como Prestonia acutifólia e Prestonia portobellensis. Estas plantas contêm substâncias tóxicas que são ingeridas pela lagarta e transmitidas á futura borboleta, tornando-a assim de sabor desagradável para os seus predadores como as aves insectívoras. Na fase da metamorfose a lagarta tece um ponto de seda num ramo ou folha onde se fixa de cabeça para baixo para se transformar em crisálida. Esta tem um brilho dourado ou prateado e uma forma que lhe dá um aspecto de uma grande gota de orvalho.








. Observação importante: Existem cerca de 26 subspécies do género Tithorea.