Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 16 de outubro de 2016

HEBOMOIA GLAUCIPPEM _ (Linnaeus, 1758)


. Características: Esta bonita borboleta é uma das maiores da sua família e pertence á família dos Pierídeos (Pieridae). As suas asas são brancas com uma mancha de cor laranja-vivo, marginada de negro, nas extremidades da zona apical e subapical das asas anteriores. A face inferior possui um padrão semelhante ao de uma folha seca, dando-lhe uma camuflagem eficaz. A fêmea por sua vez distingue-se do macho por possuir a mancha laranja mais clara, e possuir pequenas pintas negras de formato triangular ao longo das extremidades das asas posteriores. A face inferior é idêntica em ambos os sexos. A sua envergadura varia entre os 8 e os 10 cm de comprimento.


. Habitat: Pode ser encontrada em vários tipos de habitat desde planícies e pastagens, vales, margens de cursos de água e florestas tropicais do Sul e Sudeste Asiático, até ao Japão. As borboletas alimentam-se do néctar das flores de plantas arbustivas do género Lantana da família Verbenacea. Por vezes os machos são vistos em pequenos grupos pousados no chão húmido a absorver os sais minerais.

. Período de voo: Pode ser vista ao longo de quase todo o ano em várias gerações, principalmente em regiões tropicais. 














. Alimentação: A lagarta tem um aspecto muito peculiar, é de cor verde, com aspecto granulado e minúsculos pontos ou traços semelhantes a escamas. Possui também uma franja na zona lateral do corpo que vai desde a cabeça até ao último par de patas, dando-lhe uma aparência achatada. Na zona lateral a seguir á cabeça apresenta duas manchas, uma de cor laranja e outra azul, em forma de olhos, que lhe dá um aspecto intimidador e semelhante ao de uma pequena serpente. Alimenta-se de plantas da família Capparaceae entre as quais: Capparis monii, Capparis roxburghii, Capparis cantoniensis e Capparis sepiaria. Na fase da metamorfose tece uma cinta de seda á sua volta, onde se prende a um ramo ou folha da planta hospedeira.













. Observação importante: A borboleta é tóxica, pois as suas asas possuem uma toxina denominada glacontryphan-M que são constituintes activos do mesmo veneno produzido pelo molusco do género Conus. Existem cerca de 27 subespécies do género Hebomoia.

video






Sem comentários:

Enviar um comentário