Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 30 de outubro de 2016

MEGALOPYGE OPERCULARIS - (JE Smith, 1797)



. Características: Também conhecida popularmente por "borboleta-de-flanela" devido ao seu peculiar aspecto, esta borboleta nocturna pertence á família Megalopygidae. De aspecto robusto o seu corpo é felpudo e repleto de longos pelos, que vai do castanho-amarelado, preto, até ao branco-amarelado. As asas posteriores são branco-creme. As suas patas são longas e peludas de pontas pretas. O macho possui antenas pectinadas, enquanto a fêmea possui antenas filiformes e é maior que este. A sua envergadura varia entre os 2,5 e os 3,6 cm de comprimento.



. Habitat: Habita zonas florestais onde existam carvalhos, ulmeiros, entre outras árvores, bem como jardins onde existam roseiras e era. Distribui-se pelo Sudeste dos Estados Unidos, bem como regiões mais a Sul da América Central como o México.

. Observação importante: A lagarta é extremamente venenosa, pois possui entre os longos pêlos do seu corpo, pequenos espinhos que se, em contacto com a pele humana pode provocar dolorosas alergias, provocando ardor, inchaço, e se não for devidamente tratadas poderá evoluir para outros sintomas.

















. Alimentação: A lagarta tal como o adulto é muito peculiar fazendo lembrar um "caniche" ou um "gato persa" devido ao seu corpo revestido de longos pêlos. Ao longo do seu crescimento vai mudando de cor, desde o amarelo, branco-acastanhado, e nos últimos instares castanha. A lagarta é extremamente venenosa, pois possui entre os longos pêlos do seu corpo, pequenos espinhos que, se em contacto com a pele humana pode provocar dolorosas alergias, provocando ardor, inchaço, e se não for devidamente tratadas poderá evoluir para ouros sintomas. A lagarta é polífaga e alimenta-se de várias espécies de carvalhos, ulmeiros, roseiras, era, entre outras. Na fase da metamorfose constrói um casulo de seda resistente num ramo, parede ou muro, onde no seu interior irá se transformar em crisálida e posteriormente em borboleta.




















. Observação importante: A lagarta é extremamente venenosa, pois possui entre os longos pêlos do seu corpo, pequenos espinhos que se, em contacto com a pele humana pode provocar dolorosas alergias, provocando ardor, inchaço, e se não for devidamente tratadas poderá evoluir para outros sintomas.






domingo, 23 de outubro de 2016

TEINOPALPUS IMPERIALIS - (Hope, 1843)


. Características: Vulgarmente conhecida por "Imperador-da-Índia", esta bela e rara borboleta pertence á família dos Papilionídeos (Papilionidae). As suas asas são de um verde-musgo iridescente, atravessadas por faixas mais escuras, e uma estreita faixa oblíqua ligeiramente côncava de cor negra contornada a verde amarelado no seu centro. As asas posteriores possuem uma mancha amarela delineada a negro e cinza-esbranquiçado, e as suas extremidades possuem lúnulas amarelo-esverdeadas onde terminam em duas longas caudas de pontas amarelas. Na face inferior, metade da asa anterior e posterior é de cor castanho-alaranjado. A fêmea por sua vez, distingue-se do macho por ser maior, apresentar faixas acinzentadas nas asas anteriores, e nas asas posteriores a mancha amarela é mais clara, e as extremidades das asas terminam não em duas, mas em quatro caudas alares. A sua envergadura varia entre os 7,8 e os 11 cm de comprimento.


. Habitat: Habita as florestas e encostas de zonas montanhosas, bem como clareiras e espaços abertos húmidos, até aos 3000 metros de altitude. Desde o Nordeste da Índia até parte do Sudeste Asiático.

. Período de voo: É vista com mais frequência entre os meses de Maio a Julho, em duas gerações. Os machos são territoriais e agressivos, competindo entre si na conquista das fêmeas com voos rápidos sobre a copa das árvores da floresta. Quando o tempo está nublado, descem até ao solo ou pousam entre a vegetação, ficando assim camuflados com o verde brilhante das suas asas.












. Alimentação: A lagarta alimenta-se de plantas da família Magnoliaceae, como por exemplo; Magnolia campbellii. Como todos os Papilionídeos, a lagarta também possui um órgão bifurcado atrás da cabeça denominado osmeterium, que projecta para fora do corpo sempre que se sente ameaçada. Na fase da metamorfose tece uma cinta de seda onde se prende a um ramo ou pedra, para se transformar em crisálida.

. Observação importante: Está classificada como quase ameaçada (NT) na Lista Vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e Recursos Naturais), e listada no Anexo II da CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção). Está agora protegida por lei na Índia e no Nepal, porém, continua a ser alvo de captura por coleccionadores sem escrúpulos, tanto pela sua beleza como raridade, acabando estes por pagarem preços elevados. Existem 2 espécies do género Teinopalus e cerca de 13 subespécies. 

video






domingo, 16 de outubro de 2016

HEBOMOIA GLAUCIPPEM _ (Linnaeus, 1758)


. Características: Esta bonita borboleta é uma das maiores da sua família e pertence á família dos Pierídeos (Pieridae). As suas asas são brancas com uma mancha de cor laranja-vivo, marginada de negro, nas extremidades da zona apical e subapical das asas anteriores. A face inferior possui um padrão semelhante ao de uma folha seca, dando-lhe uma camuflagem eficaz. A fêmea por sua vez distingue-se do macho por possuir a mancha laranja mais clara, e possuir pequenas pintas negras de formato triangular ao longo das extremidades das asas posteriores. A face inferior é idêntica em ambos os sexos. A sua envergadura varia entre os 8 e os 10 cm de comprimento.


. Habitat: Pode ser encontrada em vários tipos de habitat desde planícies e pastagens, vales, margens de cursos de água e florestas tropicais do Sul e Sudeste Asiático, até ao Japão. As borboletas alimentam-se do néctar das flores de plantas arbustivas do género Lantana da família Verbenacea. Por vezes os machos são vistos em pequenos grupos pousados no chão húmido a absorver os sais minerais.

. Período de voo: Pode ser vista ao longo de quase todo o ano em várias gerações, principalmente em regiões tropicais. 














. Alimentação: A lagarta tem um aspecto muito peculiar, é de cor verde, com aspecto granulado e minúsculos pontos ou traços semelhantes a escamas. Possui também uma franja na zona lateral do corpo que vai desde a cabeça até ao último par de patas, dando-lhe uma aparência achatada. Na zona lateral a seguir á cabeça apresenta duas manchas, uma de cor laranja e outra azul, em forma de olhos, que lhe dá um aspecto intimidador e semelhante ao de uma pequena serpente. Alimenta-se de plantas da família Capparaceae entre as quais: Capparis monii, Capparis roxburghii, Capparis cantoniensis e Capparis sepiaria. Na fase da metamorfose tece uma cinta de seda á sua volta, onde se prende a um ramo ou folha da planta hospedeira.













. Observação importante: A borboleta é tóxica, pois as suas asas possuem uma toxina denominada glacontryphan-M que são constituintes activos do mesmo veneno produzido pelo molusco do género Conus. Existem cerca de 27 subespécies do género Hebomoia.

video