Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 4 de setembro de 2016

ROTHSCHILDIA ERYCINA - (Shaw, 1796)


. Características: Esta bonita e rara borboleta nocturna pertence á família dos Saturnídeos (Saturniidae). O padrão das suas asas apresenta uma coloração que vai do castanho-avermelhado em vários tons até ao rosado. Apresenta também uma mancha triangular transparente, sem escamas, na região mediana das asas anteriores, e outra de forma ovalada nas posteriores, que são marginadas a negro. Possui ainda várias linhas onduladas escuras junto ás margens de ambas as asas. O macho diferencia-se da fêmea por ser mais pequeno, pelo formato mais estreito e alongado das asas anteriores, e por possuir antenas plumosas ou pectinadas, As suas antenas servem para detectarem a presença das fêmeas a longa distância, na qual elas lançam feromonas para atrair os machos para o acasalamento. Ambos os sexos são idênticos e a sua envergadura varia entre os 9,5 e os 12 cm de comprimento.


. Habitat: Habita as florestas tropicais, bem como savanas húmidas da América Central e América do Sul, estendendo-se desde o México até ao Brasil e Paraguai, até aos 1200 metros de altitude.

. Período de voo: Voa desde Janeiro a Abril numa primeira geração, e de Setembro a Novembro na segunda geração.







. Alimentação: As lagartas são de cor verde-azulado claro, com várias listras anelares pretas e laranja ao longo do dorso, cobertas por pequenas cerdas espinhosas pretas. Alimentam-se de várias plantas entre as quais; Ailanthus altissima, Coutarea, Exostema, Ligustrum, Antonia, Cenostigma, Chiococca, Dodonea. Na fase da metamorfose estas tecem um espesso casulo de seda em forma de pera, que aderem ás folhas da planta hospedeira, para aí se transformarem em pupa.









. Observação importante: Como todos os Saturnídeos esta espécie também não se alimenta no estado adulto, pois possui um aparelho bucal muito rudimentar. Por isso, o seu tempo de vida é relativamente curto, cerca de uma a duas semanas, o tempo necessário para se reproduzir e iniciar um novo ciclo de vida. Existem cerca de 29 espécies do género Rothschildia.






Sem comentários:

Enviar um comentário