Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 24 de julho de 2016

PAPILIO ULYSSES - (Linnaeus, 1758)



. Características: Também conhecida por "borboleta-azul-da-montanha" esta graciosa e esbelta borboleta pertence á família dos Papilionídeos (Papilionidae). As suas asas são negras com uma grande área azul-iridescente desde a zona basal junto ao corpo estendendo-se até ao centro das asas. As asas posteriores possui margens onduladas onde terminam em duas longas caudas. A fêmea distingue-se do macho por ser castanho-escura, e pelo azul iridescente menos abrangente e mais esbatido. A face inferior é idêntica em ambos os sexos, sendo acastanhada com uma faixa na vertical mais clara desde a zona apical das asas anteriores até ás margens das asas posteriores, onde exibe vários ocelos com lúnulas de cor preto, laranja e branco. A sua envergadura varia entre os 10 e os 12 cm de comprimento, sendo a fêmea maior que o macho.


 








. Habitat: Pode ser encontrada em clareiras e orlas de florestas tropicais, bem como em jardins suburbanos, desde o Nordeste Australiano, Nova Guiné, Ilhas Molucas e Ilhas Salomão.

. Período de voo: Voa durante todo o ano em várias gerações.




















. Alimentação: A lagarta nos primeiros instares é castanho-amarelada, manchada de preto e branco, com numerosos espinhos. Á medida que vai crescendo vai perdendo os espinhos e torna-se verde com duas fileiras de pintas brancas e azuis sobre o dorso, e uma faixa também branca no quarto segmento a seguir á cabeça, e um par de espinhos brancos no último segmento do corpo. Como é comum em todos os papilionídeos, esta também possui um órgão bifurcado atrás da cabeça chamado de osmeterium, e que projeta para fora do corpo sempre que se sente ameaçada. Alimenta-se de plantas da família Lauraceae, Rutaceae, e algumas espécies de Citrus como por exemplo; Endiandra sieberi, Acronychia vestita, Flindersia bourjotiana, Geijera salicifolia, Halfordia kendack, Melicope bonwickii, Melicope elleryana, Melicope rubra, Melicope vitiflora, Citrus limon, C. paradisi, C. sinensis, Euodia bonwickii, Euodia elleryana, E. micrococca, E. vitiflora, Evodiella mueller ,etc. Na fase da metamorfose, esta tece uma cinta de seda na qual se prende a um ramo ou folha da planta hospedeira para se transformar em crisálida.














. Observação importante: No passado, já esteve ameaçada de extinção, mas com o aumento da plantação de algumas das suas árvores hospedeiras do género Euodia, o seu número tem vindo a aumentar. Além disso, o governo australiano criou uma lei específica, em que quem quiser adquirir ou criar esta espécie, tem que obter uma licença. A imagem da borboleta também é usada como emblema turístico em Queensland na Austrália.


. Selos australianos representando a espécie.



video







Sem comentários:

Enviar um comentário