Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 29 de maio de 2016

DIAETHRIA CLYMENA - (Cramer, 1775)


. Características: Também vulgarmente conhecida como "borboleta-88), esta borboleta pertence á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). As suas asas são negras, com uma faixa oblíqua azul-esverdeada metalizada, que se estende do centro das asas anteriores e se prolonga até ás extremidades das asas posteriores. A face inferior é vermelha e branca com listras pretas, das quais formam o número 88 ou 89 no centro das asas posteriores. Ambos os sexos são idênticos e a sua envergadura varia entre os 3 e os 4 cm de comprimento.


. Habitat: Habita as florestas tropicais húmidas da América Central e América do Sul, até aos 2000 metros de altitude. É vista em pequenos grupos perto de cursos de água, pousada em paredes rochosas húmidas ou em solo húmido, absorvendo os sais minerais dissolvidos. Também é atraída pela areia encharcada em urina. É uma borboleta muito ativa, andando sempre a saltitar de lado para lado, mas regressando sempre ao seu local de partida preferido. Por vezes é vista perto de habitações onde certas comunidades a consideram como um sinal de boa sorte.

. Período de voo: Pode ser encontrada ao longo de todo o ano, entre os meses de Fevereiro e Novembro, em várias gerações.











. Alimentação: A lagarta no último instar é verde, com uma textura rugosa e granulosa, e apresenta na cabeça um par de espinhos ramificados muito compridos. Quando se sente ameaçada, esta inclina-se para trás, balançando a cabeça e projectando os espinhos na direção do intruso. Alimenta-se de plantas da família Ulmaceae entre as quais; Trema lamarckiana, Trema micrantha, e Theobroma. Na fase da metamorfose esta tece uma almofada em seda, onde se fixa de cabeça para baixo para se transformar em crisálida.







. Observação importante: É uma espécie bastante variável, principalmente na face inferior das asas posteriores, onde as listras e desenhos podem ser finas ou mais espessas, moldando assim os desenhos em forma de 88 para 89. Existem cerca de 13 subespécies do género Diaethria.


video






Sem comentários:

Enviar um comentário