Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 31 de janeiro de 2016

DOLESCHALLIA BISALTIDE - (Cramer, 1777)


. Características: Vulgarmente conhecida por "borboleta-folha" ou "folha-de-Outono", esta borboleta pertence á família dos Ninfalídeos (Nymphalidae). As suas asas são de cor castanho-alaranjado, clareando para o amarelo junto á zona sub-apical das asas anteriores. A zona apical é negra com duas ou três pintas brancas na sua extremidade, e uma faixa oblíqua amarela a meio da margem costal. A face inferior das asas apresenta um padrão semelhante ao de uma folha seca, com uma nervura acentuada no seu centro e alguns ocelos dissimulados, juntamente com pequenas manchas brancas junto á zona discal. Ambos os sexos são idênticos. A sua envergadura varia entre os 7,5 e os 8,5 cm de comprimento.


. Habitat: Pode ser encontrada nas clareiras e orlas das florestas, bem como em caminhos, pequenas pedreiras e margens de rios, onde por vezes é encontrada pousada a sugar os sais minerais existentes no solo húmido. Estende-se desde a Índia, Sudeste Asiático e Nordeste de Austrália, até aos 1400 metros de altitude.

. Período de voo: Pode ser vista durante quase todo o ano. O seu voo é rápido e direto. Quando perturbada, levanta voo e dirige-se para um local seguro onde pousa de asas fechadas, camuflando-se no meio que a rodeia.











. Alimentação: As lagartas quando atingem o seu último estágio de crescimento são de cor negra, com numerosos espinhos ramificados negro-azulados e apresentam várias riscas brancas dispostas longitudinalmente sobre o corpo. Apresentam também várias pintas de cor laranja em redor dos estigmas. Alimentam-se de Artocarpus, Asystasia gangética, Pseuderanthemum, Calycanthus, Ruellia, Girardina, Strobilanthus e Graptophyllum. Na fase da metamorfose fixa-se de cabeça para baixo na planta hospedeira, para aí se transformar em crisálida e posteriormente no inseto adulto.







 . Observação importante: Existem cerca de 26 subespécies do género Doleschallia.


video






Sem comentários:

Enviar um comentário