Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 18 de outubro de 2015

TROGONOPTERA BROOKIANA - (Wallace, 1855)



. Características: Sendo considerada a borboleta nacional da Malásia, esta bonita e exótica borboleta pertence á família dos Papilionídeos (Papilionidae). As suas asas anteriores são longas e estreitas, em relação ás posteriores. São pretas aveludadas, atravessadas por uma faixa de manchas em forma de "dentes" ou "pontas de folhas" de cor verde-metalizado brilhante, e que vão de uma ponta á outra das asas. A face inferior é idêntica, no entanto, as asas posteriores não possuem manchas verdes mas sim, algumas manchas brancas na suas extremidades. Possui também algumas nervuras com reflexos azuis-metalizados. O seu corpo é negro com faixas vermelhas, igualmente como o seu tórax logo a seguir á cabeça. As fêmeas por sua vez são diferentes dos machos. Estas são castanhas, com a faixa verde menos brilhante, possuindo também manchas brancas por entre as nervuras das pontas das asas anteriores e posteriores. A face inferior é idêntica á superior. A sua envergadura varia entre os 15 e os 17 cm de comprimento, sendo as fêmeas ligeiramente maiores que os machos.



. Habitat: Habita as florestas tropicais do Bornéu, Indonésia, Tailândia, Myanmar e pequenas ilhas a oeste de Sumatra. É comum vê-la, principalmente os machos, em grandes grupos pousados em bancos de areia na margem dos rios, ou em nascentes de água quente, sugando os saias minerais. As fêmeas são mais esquivas, refugiando-se na copa das árvores ou por entre a folhagem da vegetação.


. Período de voo: Possui um voo rápido e vigoroso, estando activa durante quase todo o ano.
















Alimentação: A lagarta quando chega ao último instar, torna-se castanho-escura, com manchas esbranquiçadas em alguns segmentos do corpo, onde é adornada por inúmeros e longos tubérculos. Como todas as lagartas de Papilionídeos, possui um órgão defensivo semelhante a uma "língua bifurcada" chamado de osmeterium, que segrega um ácido com um odor repelente, e que projecta para fora do corpo quando se sente ameaçada. Na fase da metamorfose, a lagarta tece uma cinta de seda onde se prende a uma folha ou ramo para se transformar em crisálida. Alimenta-se de Aristolochia acuminata e Aistolochia foveolata.






. Observação importante: É uma borboleta que está ameaçada pela perda de habitat, devido á destruição das florestas tropicais, para dar lugar á construção de urbanizações e cultivo de agricultura. Ou ainda, pela captura e venda ilegal destes magníficos insectos.

É uma espécie que está agora protegida, e está listada no Apêndice II da CITES (Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens). O que significa que a exploração internacional é restrita a quem tenha sido concedida uma licença.



video





Sem comentários:

Enviar um comentário