Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 31 de maio de 2015

HYPENA PROBOSCIDALIS - (Linnaeus, 1758)



. Características: Este pequeno lepidóptero pertence á família dos Noctuídeos (Noctuidae). É fácil de reconhecer pelo ápice pontiagudo das asas anteriores de cor castanho-acinzentadas ou castanho-claras, atravessadas por duas linhas de cor castanho-avermelhadas. As asas posteriores são acinzentadas. Uma das características desta espécie, é o facto de possuir os palpos labiais muito compridos. Ambos os sexos são idênticos, e a sua envergadura varia entre os 3 cm e os 3,7 cm de comprimento.



. Habitat: Pode ser encontrada em orlas de florestas, várzeas, zonas húmidas onde existam urtigas, margens de rios e parques. Em toda a Europa, Ásia, Japão e Índia. Até aos 1600 metros de altitude.


. Período de voo: Voa desde Maio até Setembro, em duas gerações.











. Alimentação: A lagarta é verde-clara, e apresenta duas finas linhas de cor branca na zona lateral do corpo, que é revestido por finos pêlos. Alimenta-se sobretudo de Urtica dioica, mas também de Humulus lupulus, Stachys, Lamium, Aegopodium. Na fase da metamorfose a lagarta constrói um frágil casulo de seda entre as folhas da planta hospedeira. A lagarta hiberna.







. Observação importante: O adulto possui os palpos labiais muito compridos o que caracteriza esta espécie.




video





domingo, 17 de maio de 2015

TIMANDRA COMAE - (Schmidt, 1931)


. Características: Esta pequena borboleta nocturna pertence á família dos Geometrídeos (Geometridae). Como todas as outras espécies da sua família, possui uma forma frágil, espalmada, mas elegante. As suas asas são de cor creme, atravessadas por uma linha na diagonal de cor castanho-avermelhada, que vai desde a ponta das asas anteriores e se prolonga até ás posteriores. Possui de igual forma outra linha avermelhada ou rosada que contorna toda a margem das suas asas. Ambos os sexos são idênticos, no entanto, os machos possuem antenas pectinadas, enquanto as fêmeas possuem antenas filiformes. A sua envergadura varia entre os 3 cm e os 3,5 cm de comprimento.


. Habitat: Habita em clareiras de florestas de folha caduca, prados, várzeas, zonas húmidas junto a a cursos de água como rios, parques etc. Em toda a Europa, Leste da Ásia e Norte de África.

. Período de voo: Voa desde Maio até Setembro, em duas ou três gerações. A última geração por vezes fica incompleta, em estado de lagarta, esta irá hibernar até á Primavera seguinte.









. Alimentação: A lagarta tem um aspecto muito peculiar. Nos primeiros segmentos logo a seguir á cabeça, esta torna-se mais larga adquirindo um aspecto estranho. Possui um padrão de cor que contrasta entre o castanho-escuro e castanho-claro, ou cinza muito escuro e o cinza-claro, que lhe dá um padrão entrançado. Alimenta-se de Rumex obtusifolius, Polygonum aviculare, entre outras. Na fase da metamorfose a lagarta tece alguns fios de seda que adere ás folhas da planta hospedeira, onde irá pupar.








. Observação importante: Á noite é atraída pela luz artificial.



video





domingo, 10 de maio de 2015

LACANOBIA OLERACEA - (Linnaeus, 1758)


. Características: Esta borboleta nocturna pertence á família dos Noctuídeos (Noctuidae). As suas asas anteriores são castanho-avermelhadas, apresentando duas pequenas marcas circulares de cor castanho-alaranjado mais ou menos ao centro de cada asa. Apresenta ainda uma linha de cor branca e em forma de W, próximo ás suas extremidades. A face inferior é acinzentada com nervuras escuras. Ambos os sexos são idênticos. A sua envergadura varia entre os 3,7 cm e os 4,5 cm de comprimento.



. Habitat: Habita em locais húmidos como clareiras e orlas de florestas, caminhos ao longo de rios e riachos, jardins etc. Distribui-se por toda a Europa, Ásia , Japão e Norte de África, até aos 1500 metros de altitude.


. Período de voo: Voa desde Maio até Setembro, em duas gerações. A última geração por vezes fica incompleta, em estado de crisálida, onde irá hibernar até á Primavera seguinte.









. Alimentação: A lagarta pode apresentar duas variantes de cor, podendo ser verde ou castanha, com minúsculos pontos pretos espalhados pelo corpo e uma linha de cor amarela na parte lateral do corpo. A lagarta é polígafa, alimentando-se de várias plantas herbáceas entre as quais; Rumex sp, Plantago major, Dalia spp, Crisântemo sp, Athyrium filix-femina, Alopecurus pratensis, Polygonum lapathifolium, P. viviparum, Chenopodium spp, C. álbum, Armoracia rusticana, Atriplex spp, A. littoralis, Silene cucubalus, S. maritima, Begonia sp, Sedum telephium, S. acre, Pisum sativum, Lotus cornicalatus, Bryonia alba, Lythrum salicaria, Pelargonium sp, Tropaeolum majus, Impatiens balsamina, Lysimachia sp, L. vulgaris, Solanum tuberosum, S. lycopersicum, Calystegia sepium, Calendula officinalis, Cirsium arvense, Solidago virgaurea, Artemisia sp, A. absinthium, Senecio spp, Sonchus arvensis, Lactuca sativa, Brassica campestres.
Na fase da metamorfose a lagarta enterra-se no solo, onde constrói uma câmara forrada com uma fina camada de seda, onde permanecerá algumas semanas até emergir o insecto adulto.







. Observação importante: Á noite é atraída pela luz artificial.







domingo, 3 de maio de 2015

DYSGONIA ALGIRA - (Linnaeus, 1767)



. Características: Esta borboleta nocturna pertence á família dos Noctuídeos (Noctuidae). As suas asas anteriores são castanho-escuras, atravessadas por uma faixa transversal de cor branca, e as suas extremidades são igualmente claras, possuindo ainda duas pequenas manchas negras no ápice de cada asa. As posteriores são castanho-acinzentadas com margem clara. A sua envergadura varia entre os 3,8 cm e os 4,5 cm de comprimento. Ambos os sexos são idênticos.




. Habitat: Pode ser encontrada em bosques, orlas de florestas, matagais, encostas rochosas e beiras de caminhos. Distribui-se pelo Centro e Sul da Europa, Próximo Oriente e Norte de África.


. Período de voo: Voa desde Maio a Setembro, em duas gerações.










. Alimentação: A lagarta é fina e comprida, de cor castanho-acinzentada, com finas linhas ao longo do corpo, assemelhando-se a um pequeno pau. A lagarta é activa á noite, permanecendo durante o dia escondida entre os ramos das árvores ou debaixo da vegetação do solo. Alimenta-se de Rubus fruticosus, Salix, Genista, Parietaria officinalis, Ricinus communis, Lythrum salicaria, Punica. Na fase da metamorfose constrói um frágil casulo de seda preso a uma folha da planta hospedeira, ou então, debaixo da vegetação ou folhas mortas existente no solo.








. Observação importante: Á noite é atraída pela luz artificial.