Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 14 de dezembro de 2014

THYATIRA BATIS - (Linnaeus,1758)



. Características: Esta pequena borboleta nocturna pertence á família Drepanidae. Possui nas asas anteriores manchas em forma de ocelos de cor rosa, marginadas de branco, num fundo acinzentado. As asas posteriores são acastanhadas com a zona basal interna mais clara. A sua envergadura é de cerca de 3,8 cm de comprimento. Ambos os sexos são idênticos.




. Habitat: Clareiras de florestas e bosques mistos, encostas onde se desenvolvem silvas e fambroesas, matagais etc. Até aos 1500 metros de altitude. Em toda a Europa, parte da Ásia temperada até ao japão.


. Período de voo: De Maio a Setembro, em duas gerações. A última geração fica incompleta, em estado de crisálida. Esta hiberna até ao ano seguinte.












. Alimentação: A lagarta imita o aspecto de excremento de pássaro. Ao longo do seu crescimento vai mudando de coloração. De início tem uma mancha branca no dorso junto á cabeça, depois adquire uma uma cor castanho-alaranjada da cor da ferrugem, ou castanho machado de negro na zona dorsal, assemelhando-se assim a um excremento de pássaro. Como particularidade, tem no dorso e junto á cabeça, duas protuberâncias semelhantes a dois cornichos.

Alimenta-se de framboesas e amoreiras entre as quais; Rubus idaeus, Rubus fruticosus agg, Rubus caesius. Na fase da pupação a lagarta tece uma espécie de rede de seda que adere ás folhas da planta hospedeira, ou no solo.







. Observação importante: Como é activa á noite e para observá-la melhor, podêmo-la atrir com uma lanterna ou um isco doce.




video




Sem comentários:

Enviar um comentário