Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

sábado, 12 de julho de 2014

PHLOGOPHORA METICULOSA - (Linnaeus, 1758)



. Características: De aspecto inconfundível esta borboleta pertence á família Noctuidae. É uma espécie nocturna que durante o dia pode ser vista em repouso nas folhagens das árvores ou jardins. Possui uma forma triangular e quando está em repouso as asas ficam dobradas nas extremidades dando-lhe um aspecto ondulado e de folha seca.
As asas posteriores possuem desenhos de cor castanho-azeitona, com duas faixas transversais ao centro que convergem entre si, formando um triângulo. As extremidades das asas são recortadas. As asas posteriores são esbranquiçadas com finas linhas transversais acastanhadas. Apresenta também na zona do tórax uma pequena protuberância que faz lembrar a casca das árvores. A sua envergadura varia entre os 4,5 cm a 5 cm de comprimento. Ambos os sexos são idênticos.



. Habitat: Habita zonas húmidas como várzeas, lameiros, vales húmidos, regiões baldias, clareiras de florestas mistas de folha caduca, jardins abandonados, parques etc. No Alpes chega até aos 2000 metros de altitude. Em toda a Europa, Ásia Central e Norte de África.


. Período de voo: Voa entre Maio a Outubro em várias gerações. É considerada uma espécie migratória. Desloca-se anualmente desde o Sul da Europa, sobrevoando os Alpes até aos países mais nórdicos.  












. Alimentação: As lagartas podem apresentar duas cores, ou são verdes ou acastanhadas com ténues linhas oblíquas e um fino tracejado de cor branco na zona dorsal. Alimentam-se de várias plantas entre as quais; urtigas, gerânios, framboesas, fetos, silvas, salgueiros, rumex, lamium, dahlia, senécio e muitas outras. Na altura da metamorfose a lagarta enterra-se no subsolo ou junto aos caules das plantas onde constrói um frágil casulo de seda. A lagarta hiberna.






. Observação importante: O seu aspecto e padrão de cor dão-lhe uma camuflagem eficaz entre a folhagem seca e os troncos das árvores. É atraída pela luz artificial.





video




Sem comentários:

Enviar um comentário