Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 30 de março de 2014

SPILOSOMA MENTHASTRI - (Denis & Schiffermuller, 1775)



. Características: É uma espécie de cor branca com pintas negras distribuídas irregularmente na face superior das asas anteriores. As asas posteriores são igualmente brancas com duas ou três pintas também de cor negra. Possui na zona superior central do abdómen uma faixa de cor amarela com várias pintas pretas que caracterizam esta espécie. Pertence á família Erebidae, e a sua envergadura é de cerca de 3,5 a 4 cm de comprimento.




. Habitat: Regiões saibrosas abandonadas, terrenos baldios, orlas de bosques, campos etc. Em toda a Europa e Ásia. Nos Alpes até aos 1600 metros de altitude.


. Período de voo: Voa de Maio a Julho. Em anos favoráveis voa em Agosto uma 2ª geração geralmente incompleta. É activa á noite.










. Alimentação: A lagarta é muito peluda, de cor castanho-escura quase negra, com uma linha amarelo-alaranjado na zona dorsal do corpo. Alimenta-se de várias herbáceas como Dente-de-Leão, Plantago, Urtiga, Lâmio, etc. A lagarta constrói um casulo de cor acastanhado, onde utiliza os pêlos do seu corpo para o forrar.







. Observação importante: Quando se sentem ameaçadas deformam o corpo abrindo as asas e fazendo ressaltar a sua vistosa faixa amarela do abdómen, afugentando assim os seus inimigos naturais. Quando isso não resulta, optam por libertar um odor nauseabundo fazendo com que as aves as achem pouco saborosas. Ou ainda fazem-se passar por mortas, não se mexendo e permanecendo caídas e com as patas dobradas.







domingo, 23 de março de 2014

PHRAGMATOBIA FULIGINOSA - (Linnaeus, 1758)



. Características: Pertencendo á família Erebidae, é uma das borboletas nocturnas mais vulgares do seu grupo. As asas anteriores são de um castanho muito bonito, tipo cor de canela, com uma ou duas pintas pretas no centro. As posteriores são de um vermelho-rosado, com manchas pretas que variam de exemplar para exemplar. O seu corpo também exibe o tom vermelho com pintas pretas. Possui uma envergadura que não vai além dos 3,5 cm.



. Habitat: Orlas de florestas, pastagens, prados, até aos 3 mil metros de altitude. Em toda a Europa e América-do-Norte.


. Período de voo: Voa de Abril a meados de Agosto em duas gerações. É activa á noite.










. Alimentação: A lagarta é muito peluda e de cor castanha. Alimenta-se de Lâmio (Lamium), Dente-de-Leão (Taraxacum), Urtiga (Urtica), Plantago, entre outras espécies herbáceas. A lagarta hiberna e após o período de hibernação, esta transforma-se em crisálida no meio dos arbustos, nos ramos das árvores, ou nas fendas das árvores. Para isso constrói um casulo mole e acastanhado que constrói com os pêlos do seu corpo.







. Observação importante: Tanto a borboleta como a lagarta não são comestíveis para as aves insectívoras. Se uma ave jovem ou inexperiente tentar comer uma desta borboletas, não voltará a repetir a experiência. A borboleta sabe tão mal que a ave é obrigada a vomitá-la.





video




domingo, 16 de março de 2014

ARCTIA VILLICA - (Linnaeus, 1758)



. Características: Esta bela borboleta nocturna pertence á família dos Arctídeos (Arctiidae). Possui as asas anteriores de cor negra, com grandes manchas brancas. As asas posteriores são amarelas com pintas e manchas pretas no rebordo. A sua envergadura varia entre os 4,5 e os 6 cm de comprimento.







. Habitat: Habita em locais quentes e secos, com muitas flores e matagais. Em toda a Europa Meridional e Central. A norte dos Alpes, apenas de forma local em zonas de clima temperado. Também no Norte de África, até aos 1500 metros de altitude.


. Período de voo: Voa de Maio a Julho numa geração.











. Alimentação: A lagarta é parecida com a da "Arctia caja", de cor castanho-escura ou preta, com tufos de pêlos compridos igualmente de cor castanho. A cabeça e as patas são de cor castanho-avermelhado. É polífaga, alimentando-se de várias plantas herbáceas como Lamium album, Stellaria, Lactuca ssp, Plantago, Achillea, Taraxacum, Centaurea, Fragaria, Urtica.
A lagarta constrói um casulo no solo onde se transforma em crisálida. A lagarta hiberna.







. Observação importante: No Norte está ameaçada de extinção devido á perda de habitat, ao contrário do Sul dos Alpes que ainda é relativamente comum. O padrão negro e branco das asas anteriores é variável em certos indivíduos.





video




domingo, 9 de março de 2014

PARASEMIA PLANTAGINIS - (Linnaeus, 1758)



. Características: Parecida com a «Arctia caja», esta borboleta pertence á família dos Arctídeos (Arctiidae). Ambos os sexos possuem cores diferentes. As asas anteriores são negras manchadas de branco, enquanto as posteriores são geralmente vermelhas manchadas de negro, nas fêmeas. Nos machos pelo contrário, possuem as asas anteriores igualmente brancas e negras, mas já as posteriores são amarelas ou brancas manchadas de negro. Possuem uma envergadura que varia entre 3,5 a 4 cm.



. Habitat: Aparece em pastagens húmidas, regiões pantanosas, até aos 3000 metros de altitude. Em toda a Europa, Ásia e Norte de África.


. Período de voo: De Junho a Julho, numa geração. É activa também de dia, ao contrário dos outros Arctídeos.














. Alimentação: A lagarta é muito peluda e negra, com uma faixa de pêlo de cor castanho-avermelhado na zona dorsal do corpo. Alimenta-se de várias herbáceas como, plantago major, hieracium caespitosum, senecio vulgaris, helianthemum nummularium, taraxacum officinale, sanguisorba minor, silene, etc. A lagarta hiberna e faz a pupação no solo.






Observação importante: As lagartas desta espécie como são muito peludas e de sabor um pouco desagradável, são evitadas pelas aves insectívoras. Esta espécie é também um exemplo de polimorfismo. Nenhuma outra espécie varia tanto como esta, podendo existir vários indivíduos diferentes numa única população.




video






domingo, 2 de março de 2014

RHYPARIA PURPURATA - (Linnaeus, 1758)


. Características: De aspecto inconfundível, esta borboleta nocturna pertence á família dos Arctídeos (Arctiidae). As asas anteriores são de cor amarelo-pálido tipo (cor palha), cobertas por numerosas pintas pretas. As asas posteriores são dum vermelho-vivo com pequenas manchas pretas. A sua envergadura varia entre 4,5 a 5 cm.





. Habitat: Em toda a Europa, em lugares quentes e secos. Aparece sobretudo a Sul dos Alpes, e no Norte surge isoladamente. Também na Ásia Central.

. Período de voo: Voa de Junho a Julho, numa geração.




. Alimentação: As lagartas são castanhas e muito peludas, cobertas por pêlos de cor amarelada principalmente na zona dorsal. Possuem também uma linha tracejada de cor branca na zona dorsal do corpo. Alimentam-se de várias plantas, por isso são polífagas. Entre elas estão a Tanchagem, amoreiras, amor-de-hortelão, urze etc... Transformam-se em crisálida no solo onde constroem um casulo. As lagartas hibernam.





. Observação importante: As fêmeas possuem antenas filiformes, enquanto os machos possuem antenas pectinadas.