Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

PIERIS NAPI - (Linnaeus, 1758)


. Características: A Pieris napi é um lepidóptero da família dos Pierideos (Pieridae), e tem uma envergadura de 4 cm a 5 cm. A face superior das asas é branca com uma mancha negra quebrada na extremidade das asas anteriores, possuindo ainda uma pinta negra em cada uma delas. No caso das fêmeas, estas apresentam duas pintas maiores em vez de uma, e as manchas quebradas nas extremidades das asas são ligeiramente maiores que as dos machos. A face inferior é branca-amarelada, com as nervuras das asas posteriores a sobressaírem de cor verde-cinza.


. Habitat: Pode ser encontrada em lugares húmidos, orlas de matas, sebes, prados e vales arborizados, até aos 2000 metros de altitude. Em toda a Europa, Ásia, Norte de África e América do Norte.

. Período de voo: É uma das primeiras borboletas primaveris. Voa de Março a Setembro, em várias gerações.








. Alimentação: A lagarta é verde, coberta por minúsculos pelos e um fila de pontos amarelos na parte lateral do corpo. Alimenta-se de várias crucíferas, bem como de erva-alheira, agrião-menor, agrião-dos-prados e outras herbáceas. A crisálida fica aderida ás plantas, pedras ou muros. Os indivíduos da última geração hibernam no estado de crisálida.




. Observação importante: A coloração é mais intensa na 1ª geração do que na segunda. Pode também ser confundida com a Pieris rapae de aspeto idêntico. No entanto, esta não apresenta nervuras de cor verde-cinza na face inferior das asas posteriores. Podem encontra-se grandes concentrações destas borboletas em lugares húmidos, onde se reúnem para ingerirem sais minerais.



video




domingo, 18 de agosto de 2013

QUERCUSIA QUERCUS - (Linnaeus, 1758)


. Características: Vulgarmente conhecida por "borboleta-púrpura-dos-carvalhos", esta pequena borboleta pertence á família dos Licenídeos (Lycaenidae). A face superior das asas é azul-púrpura, quase negra nos machos, enquanto as fêmeas são castanho-escuras, excepto, nas asas anteriores onde possuem manchas igualmente púrpuras. A face inferior é idêntica em ambos os sexos. É de cor castanho-acinzentada, atravessada por uma linha branca ligeiramente dentada. Apresenta ainda duas pequenas caudas nas asas posteriores, onde são visíveis também duas pequenas manchas alaranjadas na extremidade das asas. A sua envergadura não ultrapassa os 2,5 cm a 3 cm.


. Habitat: Encontra-se em florestas com carvalhos, em toda a Europa, Ásia temperada e Norte de África.

. Período de voo: Voa de Junho a Agosto, numa única geração.






. Alimentação: As lagartas são da cor da areia, amareladas com suaves traços acastanhados e minúsculos pelos espalhados ao longo do corpo. Alimentam-se das folhas dos carvalhos. As lagartas hibernam. Na altura da pupação, descem até ao solo, onde procuram um refúgio entre as folhas caídas para se transformarem em crisálidas.




. Observação importante: Outrora mais frequente, tem por hábito voar na copa das árvores.



video




domingo, 11 de agosto de 2013

THECLA BETULAE - (Linnaeus, 1758)


. Características: De aspecto inconfundível, este lepidóptero pertence á família dos Licenídeos (Lycaenidae), sendo o macho ligeiramente mais pequeno que a fêmea. A face superior das asas é castanho-escura, com manchas de cor laranja nas asas anteriores. estas manchas são pouco nítidas nos machos, ou então não existem. As asas posteriores possuem uma cauda curta, característica desta espécie e de outros licenídeos. A face inferior é de cor castanho-alaranjada, com duas linhas pretas e brancas subjacentes uma á outra. A sua envergadura varia entre os 4 cm e os 4,5 cm.


. Habitat: Orla de bosques, parques públicos, zonas ribeirinhas, onde cresçam abrunheiros-bravos, avelaneiras ou outros arbustos silvestres, até aos 1000 metros de altitude. Distribui-se pela Europa Central até aos Alpes. Também na Dinamarca, Sul da Escandinávia e da Finlândia, Norte de Itália, Balcãs e Europa Oriental. Na Europa Ocidental até aos Pirenéus, excepto na Península Ibérica. Apenas no Sul da Irlanda.

. Período de voo: De Julho a Setembro, numa geração.





. Alimentação: As lagartas são de cor verde tornando-se acastanhadas na fase adulta, cobertas por minúsculos pelos e com finas riscas mais claras transversais ao longo do dorso. Alimentam-se de abrunheiros-bravos, ameixoeiras e de vidoeiros.
A crisálida fica escondida entre a vegetação do solo, até emergir o insecto adulto.



. Observação importante: A borboleta põe cuidadosamente um ovo em cada folha da planta hospedeira, local onde virá a hibernar. Ao longo dos últimos anos tem-se tornado cada vez mais rara, tornando-se numa espécie em vias de extinção.



video