Este blog é dedicado a todos os amantes da Natureza e ao público em geral. Mas principalmente aqueles que se interessam pelo fascinante mundo dos Lepidópteros (Borboletas). Além de tudo, este blog é um guia onde o leitor poderá conhecer e identificar as mais variadas espécies de borboletas existentes um pouco por todo o mundo.

domingo, 9 de dezembro de 2012

BELA-DAMA


VANESSA CARDUI (Linnaeus, 1758)


. Características: Vulgarmente conhecida por Bela-Dama, esta espécie da família dos Ninfalídeos (Nymphalidae), é uma das espécies com mais ampla distribuição geográfica.
Na Natureza, facilmente se confunde com a Aglais urticae, contudo, a Vanessa cardui tem uma cor mais pálida, é maior, mais rápida e versátil no voo. Com uma envergadura média de 5,5 cm, as suas asas são de tons alaranjados a rosados, manchadas de preto e branco. Uma característica são os cinco ocelos que apresenta na face inferior das asas posteriores. Não há grandes diferenças entre os dois sexos.




. Habitat: Por toda a Europa, Ásia, América e África. Frequenta terrenos baldios e prados floridos onde cresçam urtigas e cardos. Na montanha até aos 2000 m de altitude. É uma espécie migradora e grande voadora, podendo percorrer mais de 1000 km. Por exemplo, na Primavera desloca-se em grandes grupos até ao extremo Norte da Europa, permanecendo aí até ao final do verão, onde acabará por não resistir ao frio do Inverno. A borboleta hiberna no Inverno apenas na zona Sul.

. Período de voo: De Maio a Setembro em várias gerações. Como não chegam ao mesmo tempo, é frequente acontecer voarem na mesma zona borboletas recém-nascidas com outras recém-chegadas. As gerações sobrepõem-se assim umas ás outras. Sobretudo no Sul, as gerações não se separam.









. Alimentação: A lagarta é de cor verde-cinza a negra, com manchas amarelas e espinhos ramificados. Alimenta-se de cardos, urtigas, tussilagem e bardana. A crisálida fica suspensa de cabeça para baixo na planta hospedeira ou em pedras.















. Observação importante: É uma das espécies mais frequentes da Europa. Para se observar a sua abundância é necessário encontrar locais onde se desenvolvam cardos e urtigas. As borboletas voam rápidamente até ao seu objectivo. Se encontram um obstáculo, sobrevoam-no.
Outras espécies próximas da Vanessa cardui são: Vanessa kershawi (por vezes considerada como uma subespécie), Vanessa virginiensis e Vanessa annabella.


video




Sem comentários:

Enviar um comentário